sexta-feira, 26 de junho de 2015

Magia Elemental Elfos

Os Elfos são semideuses com poderes mágicos, sempre descritos como belos e luminosos como o sol. Essa última característica advém da etimologia da palavra sol na língua nórdica, Alfrothul, que significa raio élfico. Por outro lado, o sol é fatal para os Elfos Escuros, os quais, segundo o historiador Snorri Sturluson, também são conhecidos como Anões. 

Vindos da mitologia nórdica e céltica, esses personagens são muito presentes nas histórias medievais europeias, onde simbolizam os elementos da natureza, ar, água, fogo e terra. Eles vivem na floresta e quando não são imortais, aparecem como tendo uma vida extremamente longa. Sua maior habilidade é com o arco e flecha. 

Existe uma lenda a qual diz que para convocar um elfo a pessoa deve espalhar folhas de espinheiro-cerval em um círculo e dançar dentro dele sob a lua cheia. Assim que ele aparecer, quem o chamou deve dizer “pare e me dê a benção” antes que ele fuja. Dito isso, o Elfo lhe concederá um desejo. 
Elfos
A maior parte das histórias citam apenas os elfos do sexo masculino, sendo que a única elfa mulher que é encontrada frequentemente é a Rainha dos Elfos. Também na maioria das vezes, esses seres são vistos como sinistros e inclinados à práticas violentas, como estupro e assassinato. Porém, há uma parte da literatura a qual os descreve como pequenos, esquivos e travessos, mais parecidos com a figura das fadas. Às vezes são até considerados seres invisíveis. Entre os autores que deram essa imagem mais frágil aos Elfos, está Shakespeare.

Entre os Elfos mais famosos do mundo estão os criados por Tolkien, um dos primeiros autores a introduzir tais personagens em seus livros. Em O Senhor dos Anéis, eles são caracterizados como belos, sábios, poderosos e fascinantes. Um dos personagens de maior destaque na saga é, inclusive, o elfo Legolas Verdefolha.

No Brasil, a maior parte das referências à esses seres está na literatura fantástica contemporânea como por exemplo nas obras de Marcello Salvaggio e Cláudio Villa. 



















Nenhum comentário:

Postar um comentário